Jacinto

44-Jacinto

Foto: Laís Abud Lopes

  • Nome Científico: Hyacinthus orientalis
  • Nomes Populares: Jacinto, Hiacinto, Hiacinto-de-jardim, Jacinto-comum, Jacinto-de-jardim, Jacinto-holandês
  • Família: Hyacinthaceae
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
  • Origem: África, Ásia, Europa
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

(fonte: jardineiro.net)

 Jacinto é uma planta bulbosa e de clima frio, assim como a Tulipa e a Amarílis. Ela floresce na primavera e deve ser plantada no outono para que o bulbo passe o inverno em solo frio.

Diz a lenda que a flor de Jacinto foi obra de Apolo para homenagear seu amigo.
Jacinto, que era mortal, e Apolo eram amigos muito íntimos. Isso causava ciúmes no Olimpo, porque outros deuses também gostavam de Jacinto, que não escondia sua preferência, perfeitamente correspondida, pelo irmão de Diana…
Certa vez Apolo lançou um disco para o céu enquanto seu amigo olhava admirado… Zéfiro, enciumado, desviou o disco e o fez atingir a testa do amigo de Apolo. O sangue que escorreu pela relva transformou-se na flor.
Sobre essa história de Apolo e Hyacinthus, que segundo a mitologia teria originado a flor, tem um quadro no museu de Poitiers, intitulado “La mort d’Hyacinthe”, obra do pintor neo classicista Jean Broc.

(Comentário enviado pelo leitor Marcio Nascimento)

Anúncios

2 comentários

  1. Diz a lenda que a flor de Jacinto foi obra de Apolo para homenagear seu amigo.
    Jacinto, que era mortal, e Apolo eram amigos muito íntimos. Isso causava ciúmes no Olimpo, porque outros deuses também gostavam de Jacinto, que não escondia sua preferência, perfeitamente correspondia, pelo irmão de Diana…
    Certa vez Apolo lançou um disco para o céu enquanto seu amigo olhava admirado… Zéfiro, enciumado, desviou o disco e o fez atingir a testa do amigo de Apolo. O sangue que escorreu pela relva transformou-se na flor.
    Sobre essa história de Apolo e Hyacinthus, que segundo a mitologia teria originado a flor, tem um quadro no museu de Poitiers, intitulado “La mort d’Hyacinthe”, obra do pintor neo classicista Jean Broc.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s